Para fazer o simulado de legislação de trânsito escolha na barra lateral e escolha uma das opções "simulado de legislação" se possível pratique em todos os simulados e bons estudos.

DICAS PARA MOTOCICLISTAS


Andar sempre a direita manter distância segura
Pelo Código de Trânsito Brasileiro, o motociclista tem o direito e o dever de se portar como se ocupasse o mesmo espaço de um carro. Por isso, o tráfego pelos chamados corredores (entre faixas) deve ser evitado. A prudência recomenda manter distância segura do veículo à frente.
Cerol pode ser fatal
Só quem tem moto sabe o quando é arriscado ter pela frente uma linha de pipa com cerol. Difícil de ser vista de longe, a linha fica totalmente transparente, aumentando o perigo. A instalação de antena apropriada previne esse tipo de acidente.
Olhar além do carro que está à frente
Se o carro à frente frear de repente, o motorista que segue
atrás precisa frear quase ao mesmo tempo. Para ampliar o
campo de visão, o ideal é olhar bem adiante para prever a possibilidade de acidentes e decidir com rapidez o que fazer em situações de risco. Ficar “colado” em outros veículos para aproveitar o vácuo aumenta o risco de acidentes.
Não trafegar pelo acostamento
Além de infração gravíssima, trafegar pelo acostamento pode colocar em risco a vida do condutor, do passageiro e dos pedestres. O acostamento é para ser utilizado somente em casos de emergência.
Manter o farol aceso, mesmo durante o dia
Ver e ser visto aumentam a segurança de quem trafega em rodovias. No caso de motocicletas, é obrigatório transitar com faróis acesos durante o dia e usar refletivo no capacete. Principalmente à noite, é recomendável o uso de roupas claras.

Ultrapassar com segurança
Se trafegar pelo corredor é perigoso, pois o espaço entre os carros é reduzido, ultrapassar pela direita, então, nem pensar! Os outros motoristas podem não ver você. Em pistas rápidas, manter a direita, facilitar as ultrapassagens dos outros veículos e guardar a devida distância de ônibus e caminhões são atitudes que contribuem para diminuir os riscos.
Atenção redobrada com mau tempo
Em caso de chuva ou neblina, a prudência recomenda reduzir a
velocidade e redobrar a atenção. Além do risco de derrapagem na
pista molhada, a visão pode ficar prejudicada. Em situações mais críticas, o melhor é sair da estrada, parar a moto em local seguro e esperar o tempo melhorar.
Não pegar vácuo
É alto o risco de colisão traseira por causa da proximidade do veículo à frente e conseqüente diminuição da visibilidade. Ao sair do vácuo, o risco de queda também é grande.
Não emparelhar com outra moto
Ao emparelhar com outra moto, as chances de desequilíbrio e queda aumentam significativamente.
Dicas para que os motociclistas evitem acidentes
-Utilizar equipamentos de proteção de boa qualidade:
O capacete é o principal e faz toda a diferença em caso de acidentes. Tem que ser, preferencialmente, de com clara e possuir adesivos refletivos aprovados pelo INMETRO. Deve ser usado com a viseira abaixada, no caso de estar aberta, o motociclista deve usar óculos especiais, além disso, é importante ajustar as tiras de regulagem abaixo do queixo.
-Inspecionar a moto antes de sair:
Sempre que sair, lembrar-se de verificar a calibragem dos pneus, se não há nenhum objeto preso e se a corrente de relação não está frouxa ou apertada demais, o ideal é mantê-la em condições de lubrificação. Atenção, também, com o sistema elétrico, freios e combustível.
-Usar os dois freios;
Ao utilizar o sistema de freios, a dica é que tanto o pedal quanto os manetes sejam acionados. Tendo em vista que na frenagem o peso da moto recai sobre a roda dianteira, o motociclista deve evitar frear bruscamente, pois correrá o risco de perder o controle da moto.
-Dias chuvosos;
Atenção redobrada em dias de chuva. A orientação é sempre para que o condutor pare a moto, coloque a capa e espere alguns minutos até a chuva remover os resíduos de óleo e de borracha da pista.
-Transitar com atenção;
Em muitas situações o motociclista não consegue ser visto pelos outros veículos, devido aos ‘ângulos cegos’, por isso é essencial que a moto esteja sempre com o farol ligado, mesmo durante o dia. Não transitar costurando o trânsito, nem entre os corredores da pista, pois, desse modo, o condutor fica extremamente vulnerável a acidentes.
-Respeitar os limites de velocidade;

Nunca avançar o sinal vermelho, parada obrigatória ou preferencial. Atenção redobrada à noite: mesmo com o semáforo na cor verde, reduza a velocidade, por muitos motoristas conduzem seus veículos desrespeitando a sinalização.